sábado, 18 de novembro de 2017

CHEGOU A LIBERTAÇÃO

Psiu... Tem graça e libertação

Aqui nesse lugar
Se tu queres o perdão
Então, comece a clamar.

Ao vaso que está de borco
Ou rachado sem valia,
O oleiro que molda o barro
Chama-te na olaria.

Comece a orar
O Senhor está por perto,
Só Deus pode escutar
E redimir o povo eleito.

O azeite vai descer
Ungindo toda igreja,
E o povo vai vencer
Não importa a peleja.

O azeite tem unção
O azeite vem do clamor,
O azeite vem da oração
O azeite vem do Senhor.

Em Isaias 64.5 aos 9, o profeta maior escreve que:
“Saíste ao encontro daquele que se alegrava e praticava justiça e dos que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; neles há eternidade, para que sejamos salvos?Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam. E já ninguém há que invoque o teu nome, que se desperte, e te detenhas; porque escondes de nós o teu rosto, e nos fazes derreter, por causa das nossas iniqiuidades. Mas agora, ó SENHOR, tu és nosso Pai; nós o barro e tu o nosso oleiro; e todos nós a obra das tuas mãos. Não te enfureças tanto, ó SENHOR, nem perpetuamente te lembres da iniqiuidade; olha, pois, nós te pedimos, todos nós somos o teu povo”.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

SÓ ELE É O FIRMAMENTO

Tu precisas entender

As promessas ao povo cristão,
Quando vacilares em crer
Lembre-se da fé que teve Abraão.

A fé é o firme fundamento
Para crer no Redentor,
Só Ele é o firmamento
Para acudir o pecador.

Esqueça quaisquer vícios que tiveres,
Comece a mudar a tua vida
Jesus fiou-se por você
Para ganhar a batalha perdida.

Leia a palavra sagrada
Lá encontrará amor, perdão e esperança.
A eternidade para nação amada
Para jovens, adultos e crianças.

Quando a fé n’Ele está presente,
Ele é capaz de mudar qualquer coração
Basta crer no Onipotente
Que Ele te liberta de qualquer prisão.


Em Tito 3.3 aos 8, Paulo escreve o seguinte:
Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros. Mas quando apareceu a benignidade e amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens, Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, Que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador; Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna. Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que creem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens”.